+55 (11) 3083-4265 Avenida Rebouças, 1001 - Jardins, São Paulo
MELHOR GASTRONOMIA
Típica Gaúcha
INFRAESTRUTURA COMPLETA
Para Eventos
SALA DE RECREAÇÃO
Para Crianças
RESERVAS

Vinhos Argentinos

A Argentina é a quinta maior produtora de vinho do mundo. A melhor região vinícola do país é Mendoza, responsável por 75% dos vinhos produzidos. Fator importante em Mendoza é a escassez de chuva. A irrigação dos vinhos é feita com água proveniente do degelo dos Andes, o que elimina um problema que quase todo o segmento vinícola enfrenta: chuva em demasia. Cepas internacionais se adaptaram muito bem ao solo argentino, em especial a Malbec, que encontrou seu ambiente ideal, tornando-se a uva emblemática do país.

DESTAQUES:
Catena Malbec/San Pedro de Yacochuya Malbec/Salentein Merlot

Vinhos Australianos

A evolução dos vinhos na Austrália começou há cerca de 30 anos. Ao Sul, as chuvas são mais frequentes no inverno e primavera.
Já no sudoeste, o clima é mais tropical.
A uva Syrah, rebatizada como Shiraz, se destaca por produzir os melhores tintos, mas, também são encontradas cepas como Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot. Entre os brancos, a Semillon e a majestosa Chardonnay produzem vinhos maravilhosos.

DESTAQUES:
The Dead Arm Shiraz/The Footbolt Shiraz/Coldtream Hill Chardonnay

Vinhos Nacionais

Em 1995, o País passou a integrar a Organização Internacional do Vinho (OIV) e, na serra gaúcha, foi criado o vale dos vinhedos. Atualmente, destacam-se os espumantes que vêm ganhando prêmios em competições mundiais. As safras 99 e 2002 foram surpreendentes devido aos fatores climáticos.
Destacam-se também outras regiões: Campanha, Vale de São Francisco, no Nordeste, e Santa Catarina, onde a vinícola Villa Francioni vem se distinguindo com seus brancos e tintos de qualidade.

DESTAQUES:
Villa Francioni/Lote 43 Cabernet/Merlot/Salton Desejo Merlot

Vinhos Chilenos

Nos anos 80, a guerra civil destruiu metade dos vinhedos chilenos. Na década de 90, pesados investimentos mudaram o rumo das vinícolas no país: modernas instalações voltadas para a produção de vinho de alta qualidade, conquistando cada vez mais mercado em todo o mundo. O país é considerado pelos especialistas como o paraíso das vinhas por ser protegido pelo Oceano Pacífico e pela Cordilheira dos Andes a leste. A grande estrela do país é a carmenère, uva julgada extinta na Europa e reencontrada aqui, pois o local é salvo da praga Philoxera Vastrix que quase dizimou o mundo vinícola. Também são encontradas cepas como: cabernet sauvignon, merlot, malbec e syrah. Para os brancos, as tradicionais chardonnay e sauvignon blanc.

DESTAQUES:
Almaviva/Terra Noble Gran Reserva Carmenere/Santa Rita Reserva Merlot

Vinhos Espanhóis

Sem dúvida, um país de grande tradição vinícola. Tem a maior área de uvas viníferas cultivadas no planeta. Rioja, localizada ao norte, é a principal. Ainda temos Ribera Del Duero, que faz divisa com Portugal, onde o rio Duero, ao atravessar a fronteira, passa a se chamar Rio Douro. Existem, ainda, outras regiões e sub-regiões importantes para o cenário vinícola, entre elas a Catalunha, Penedés, Costa Del Sagre, Toro e Navarro. Sua principal uva é a Tempraníllo, mas são cultivadas outras internacionais, como Merlot, Cabernet Sauvignon, Grenache, Syrah e etc. Não podemos deixar de falar do conhecido vinho espumante espanhol, o Cava, produzido com cepas Macabeu, Xarel-lo, Parellada.

DESTAQUES:
Veja Secília Valbueña 5 Ano D.O./ Pesquera Crianza D.O./Viña Alberdi

Vinhos Franceses

Não é exagero classificar a França como o melhor país vinícola do mundo. Nenhum outro país possui tantos vinhos de excepcional qualidade. A França possui cerca de uma dezena de grandes regiões vinícolas de maior qualidade demarcadas. Entre elas, Bordeaux que é, sem dúvida, a região vinícola mais prestigiosa da França e onde se encontram os melhores Château, a exemplo do prestigiado Chateau Pétrus.
Sem mencionar regiões aclamadas como: Borgonha, Champagne, Sauternes e muitas outras.

DESTAQUES:
Chateau Petrus Gran Vin 99/Romanée Conti 04/Chateau d’Yquem/Beaune 1er CRU/Chateau Puycarpin

Vinhos Italianos

Conhecida mundialmente por seus vinhos, que vão de robustos a mais leves, a Itália é o segundo maior país produtor do mundo e, ainda, o maior exportador. Possui 20 regiões vinícolas, entre elas: Piemonte, com bons espumantes e vinhos robustos, como Barolo e sua uva Nebbiolo. Produz também Barbera, Dolcetto e outros vinhos importantes. A Toscana, jardim da Itália, com seu popular Chianti e grandes Brunello di Montalcino. Mas uvas como Cabernet Sauvignon e Merlot também estão presentes nos chamados Super Toscano. Para os brancos, Chardonnay Trebiano e Malvasia.

DESTAQUES:
Sassicaia Bolgheri/Brunelo di Montalcino Argiano/Irinéo Cabernet Sauvignon D.O.C.

Vinhos Portugueses

Difere-se de outros países por suas cepas, a maioria com nome tipicamente português. Também, juntamente com a Espanha, é o mais importante produtor de rolha de cortiça do mundo. É em Portugal que encontramos Douro, região que produz o rei dos vinhos fortificados, o VINHO DO PORTO. As uvas tintas produzidas no Douro são: Tinta Franca, Tinta Roriz e Barroca. Para as brancas, Loureiro e Alvarinho, sendo que a segunda produz os famosos vinhos verdes, que é um casamento ideal com o Bacalhau português.

DESTAQUES:
Barca Velha 99/Cartuxa Colheita/Luis Pato Baga

Vinhos Uruguaios

A grande uva deste país é a Tannat, originária de Madiran, na França, e trazida pelo imigrante DON PASQUAL de HARRIAQUE. Por isso, muitos a conhecem como Harriaque. Produz um vinho que destaca o álcool e o tannino. Outras cepas cultivadas no país são: Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon, que começam a despertar interesse nos consumidores.

DESTAQUES:
Bolsa Monte Vide Eu/Preludio/  Amat Tannat

Faça seu evento na Vento Haragano!

Reserve agora mesmo

Avenida Rebouças, 1001 - Jardins, São Paulo